Você está visualizando uma versão anterior do blog Eberick Next. Mantenha-se informado acessando o novo blog
Acesse http://ebericknext.altoqi.com.br

Atualização da NBR 6118: Desaprumo

Escrito em 23/06/2014, por Glauco de Souza Marcon / 16 Comentários | Categoria: Atualização NBR6118 | Tags:

Alterado o cálculo do ângulo de desaprumo da edificação, atendendo às novas prescrições do item 11.3.3.4.1 da NBR 6118:2014. Para isso, foi criado um item na configuração Análise, no qual o usuário deve definir o tipo de edificação entre “Estruturas usuais” (padrão), “Predominância em laje plana” ou “Pilares em balanço”.

Alterado também o critério para combinação entre as ações devidas ao vento e ao desaprumo na edificação, seguindo as prescrições do item 11.3.3.4.1 da NBR 6118:2014. Agora, passa a ser considerada também a atuação simultânea dos dois efeitos sobre a edificação, com critérios diferentes de ponderação quando essas ações atuam isoladamente ou em conjunto.

Cfg_Analise

Configuração para escolha do tipo de estrutura

Casos_Carregamento

Ação “Desaprumo” separada da ação “Vento” (agora ambas podem atuar na mesma combinação desde que possuam a mesma direção e sentido)

Combinacoes

Combinações considerando “Vento” e “Desaprumo” atuando simultaneamente (nesse caso são consideradas como cargas variáveis alternando-se entre ação variável principal e secundária)

(1 visitas hoje)

Comentários

16 Comentários para Atualização da NBR 6118: Desaprumo

  1. Renato C. Costa says:

    À cada item novo de atualização da 6118 que é disponibilizado aqui, eu congratulo à equipe técnica não só pelo(s) ajuste(s) dentro do aplicativo mas também pelas descrições sempre elucidativas e educativas que até ajudam no rápido entendimento profissional da questão em relação aos (alguns dos) itens alterados. Quero crer que o arquivo de Ajuda virá bem completo, também.

  2. Cristiano says:

    Moderador, qual o impacto no tempo de dimensionamento dos pilares com esse grupo de ações variáveis simultâneas, a partir dessa alteração da norma?

    • Renato C. Costa says:

      O que seriam ‘Pilares em Balanço’ ? Eu não tenho a mínima idéia …

      Moderador: como o aplicativo trata internamente nos cálculos cada um dos tipos ?

      • Moderador Blog Eberick says:

        Bom dia Renato,
        A opção de pilares em balanço se refere a estruturas onde a estabilidade depende do engastamento do pilar com a fundação, como por exemplo, as estruturas pré-moldadas com ligações rotuladas entre vigas e pilares.
        Para cada tipo de estrutura o programa adota um coeficiente (?a) diferente, definido pelo item 11.3.3.4.1.

    • Moderador Blog Eberick says:

      Bom dia Cristiano,
      Esta alteração acrescentou 16 novas combinações para o ELU e no teste com uma estrutura de médio porte não foi possível observar alteração significativa no tempo de dimensionamento dos elementos.

  3. Renato C. Costa says:

    A idéia da caixa de seleção “combo-box” listando os ‘Tipos de Estrutura’ poderia ser estendido também em relação ao carregamento que se considera atuando nos pisos (Lajes) das edificações.

    Uma vez que à cada tipo de piso (pano de laje) corresponde um ou mais Valores Mínimos das Cargas Verticais da tabela 2 da NBR 6120, esse valores poderiam ser introduzidos automaticamente para todas as lajes do pavimento corrente ao se escolher o tipo de uso do piso pelo nome listado na tabela; isso economiza uma consulta manual do valor e dá mais segurança na escolha

  4. ENPREL says:

    Espero que essas ações acumuladas de vento + desaprumo não sejam um grande problema para o dimensionamento dos pilares!!!

    • Renato C. Costa says:

      Uma outra curiosidade, moderador: internamente no aplicativo, onde se dão os pontos de aplicação das forças de vento ? Seria uma força resultante concentrada aplicada horizontalmente nos nós de cada encontro pilar-viga-laje da prumada externa do pórtico, ou seria aplicado também nas prumadas internas e/ou em outros nós da estrutura ? E, haveria uma regra de variação dessa força ao longo da altura do pórtico, ou a força horizontal do vento aplicada é constante independente do piso ?

      • Moderador Blog Eberick says:

        Boa tarde Renato,
        A força de vento é aplicada automaticamente pelo programa em todos os pilares, sendo que o usuário pode alterar a aplicação individualmente através do botão Cargas, grupo Cargas de vento, disponível no diálogo de lançamento dos pilares.
        A força de vento aplicada irá variar de acordo com a área de fachada de cada pavimento e do coeficiente de arrasto, que pode ser único para toda a estrutura ou calculado para cada pavimento. Mais informações podem ser encontradas através do tópico “Efeito do vento” na Ajuda do programa ou do artigo “Consideração da aplicação da força do vento pelo Eberick“.

        • Renato C. Costa says:

          Excelente, obrigado.

          Uma observação lá no artigo: Os valores da força do vento (Fa) são maiores nos pavimentos mais baixos (para uma mesma fachada) ?!

          [o link da fig 5 parece estar quebrado, também]

          • Moderador Blog Eberick says:

            Boa tarde Renato,
            Você deve estar se referindo aos pavimentos tipo 11 e tipo 10. Nesse caso a diferença é pela área de aplicação com relação a altura. Embora a fachada destes pavimentos seja a mesma, a área de aplicação é diferente. A altura considerada para a área de aplicação corresponde a metade do pavimento acima e metade do pavimento abaixo e no caso do pavimento tipo 11 a metade superior tem outra fachada (menor), por isso o valor final ficou menor.
            De todo modo, repassamos o artigo para revisão das figuras.

          • Renato C. Costa says:

            Moderador… Não seria possivel incluir uma opção para ligar/desligar (“dispensar”) o vento nesses pavimentos Cobertura e Caixa D’Água, não ?

            Esses pavimentos tradicionalmente não fazem parte do pórtico-resistente principal da edificação e a inclusão deles, por mais refinado que se queira calcular, pode gerar resultados não-triviais.

            (eu até chego a especular que a própria turbulencia do vento devido aos recortes do último pavimento nem chegaria a gerar forças significativas na cx d’água, pois haveria menos chance do vento atingir frontalmente essa fachada, diferentemente do que ocorre nos pvtos-tipos…)

            Permitir um maior controle por parte do eng-usuário seria mais adequado.

          • Moderador Blog Eberick says:

            Bom dia Renato,
            Você pode configurar as fachadas utilizadas para cálculo da força do vento de cada pavimento, por exemplo, desconsiderando parcialmente ou totalmente determinado pavimento, através do menu Configurações – Vento, botão Forças, desabilitando a opção “Usar fachadas do croqui”.

Você deve estar autenticado para enviar um comentário.

Liberada a revisão 2015-04 do QiBuilder

Escrito em 27/04/2015

Liberada a revisão 2015-04 do QiBuilder.

Esta versão marca o lançamento do QiSPDA sobre o QiBuilder, um produto destinado ao projeto de sistemas de proteção contra descargas atmosféricas, e a conclusão do desenvolvimento do QiElétrico.

Para mais informações acesse o blog do QiBuilder.

×

Liberada a revisão 2014-10 do QiBuilder

Escrito em 14/10/2014

Esta versão marca o lançamento do QiElétrico sobre o QiBuilder, um produto destinado ao projeto de instalações elétricas prediais. Esse produto entra na modalidade “experimentação”, para que possa ser utilizado pelos clientes enquanto os últimos recursos são adicionados ao mesmo. Essa estratégia dá à empresa a oportunidade de receber um feedback sobre o produto antes do seu lançamento comercial definitivo.

Foram corrigidos diversos problemas reportados pelos usuários da versão 2014-07, priorizando a estabilidade do programa.

Para saber mais sobre sobre os recursos e melhorias acesse o menu “Conteúdo” dentro do QiBuilder.

Download

Para conhecer o QiElétrico acesse o HOTSITE.

×

Liberada nova atualização do Eberick

Escrito em 16/04/2014

Disponibilizada uma nova atualização do programa: EberickV9 (atualização 2015-02).

Mais informações sobre a instalação desta nova atualização podem ser encontradas na guia Download.

×

Liberada uma nova revisão para o Hydros V4 e Lumine V4

Escrito em 01/04/2014

Foram disponibilizadas as revisões do Hydros V4 do Lumine V4.

Lumine V4 Revisão 13

Para baixar a revisão 13 do Lumine V4 acesse:
Download_lumine_V4_R13
Para saber mais informações acesse “? – Atualizações recentes”

Hydros V4 Revisão 13

Para baixar a revisão 13 do Hydros V4 acesse:
Download_hydros_V4_R13
Para saber mais informações acesse “? – Atualizações recentes”

Hydros V4

 

×

Novo artigo sobre detalhamento de lajes

Escrito em 14/01/2014

Disponível um novo artigo para o Eberick, dando seqüência ao artigo publicado sobre a otimização do detalhamento das lajes (parte 1):

Artigo novo:

Otimização do detalhamento das lajes – Parte II

Artigo relacionado:

Otimização do detalhamento das lajes – Parte I

Acesse a base de conhecimento e confira outros artigos: www.altoqi.com.br/faq/.

×