Você está visualizando uma versão anterior do blog Eberick Next. Mantenha-se informado acessando o novo blog
Acesse http://ebericknext.altoqi.com.br

Verificação de pilares em situação de incêndio

Escrito em 17/06/2013, por Leo Barcellos / 7 Comentários | Categoria: Módulo Incêndio | Tags: ,

A verificação de pilares de concreto armado em situação de incêndio foi desenvolvida utilizando-se uma adaptação do método analítico de verificação de pilares de concreto armado em situação de incêndio, conforme item 8.3 da ABNT NBR 15200:2012.

O método analítico baseia-se em garantir que o tempo de resistência ao fogo (TRF) do pilar seja superior ao tempo requerido de resistência ao fogo (TRRF), calculando o tempo de resistência ao fogo (TRF) por meio de uma equação sugerida em norma.

O cálculo do TRF baseia-se na dimensão mínima da seção (b), no comprimento equivalente (Lef), na distância do centro geométrico da armadura à face do pilar (C1), e na relação entre valor de cálculo da força axial em situação de incêndio e o valor de cálculo da força normal resistente do pilar, sendo este último o parâmetro de maior influência no valor final de TRF.

formula pilar
Além da verificação do TRF, a norma prescreve alguns limites acima dos quais as formulações propostas neste método podem não ser adequadas para a verificação de incêndio. Entre estes limites citam-se os de excentricidade (e), comprimento equivalente (lef,fi), menor dimensão (b) e de distância do centro geométrico da armadura à face do pilar (C1). Estes limites são verificados pelo Módulo Incêndio, emitindo aviso na Janela de “Verificação de incêndio” quando não forem atendidos, alertando para verificar a situação, todavia, não geram erro de verificação de incêndio (continuam sendo verificados os outros parâmetros).

25mm = C1 = 80mm

b’ = 190mm

e = 0.15b

lef,fi = 6m

O revestimento efetivo definido na configuração de “Incêndio” aumenta o valor de C1 adotado no equacionamento, enquanto o revestimento físico não apresenta alterações neste método.

Para quantificação do esforço axial de cálculo em situação de incêndio, foram criadas novas combinações, as combinações de Incêndio. Estas combinações não consideram aplicação de força de vento, conforme recomendado pela norma, além de permitir-se reduzir os fatores de combinação das ações acidentais multiplicando-os por 0,7. Foi criada também uma configuração que permite optar pela consideração ou não do redutor.

Cfgs

Assim como é feito para os outros elementos, os resultados das verificações de pilares em situação de incêndio são exibidos na janela “Verificação de Incêndio”, onde se pode ter acesso a todos os pilares verificados, seus parâmetros e valores limite, além de permitir alteração das dimensões da seção.

 janela pilar

O Eberick não altera o dimensionamento dos elementos em função da verificação de incêndio, visto que a alteração das bitolas ou quantidade de barras não altera significativamente os resultados das verificações.

Elementos propriamente dimensionados, que apresentarem erros nas verificações de incêndio, serão detalhados normalmente.


Comentários

7 Comentários para Verificação de pilares em situação de incêndio

  1. Ivan Bueno says:

    O módulo incêndio parece estar ficando bem interessante. Se houver sugestão de seção e/ou cobrimento para atendimento do TRRF fica ainda melhor. O Eberick fará esta sugestão aproximada?

  2. Renato C. Costa says:

    ssria possível implementar as teclas PgUp e PgDn como atalhos para facilitar a navegação pelos diversos pavimentos da edificaçÃo, sem a necessidade de se ficar efetuando cliques de seleção no combobox que consomem tempo, perdendo-se em produtividade ?

  3. Cristiano says:

    E o NEXT mesmo deve estar em férias coletivas!!! Quase julho moderador!!!

  4. Jose Luciano Sousa De Andrade says:

    Acho válido este novo módulo, mas considero de maior urgência um recurso que calcule a variação de temperatura, pois a norma de concreto não prevê mais distâncias entre juntas de dilatação, deixando a inteira responsabilidade do calculista que faça esta verificação.
    Reitero também a necessidade de desenvolver recurso para detalhe automático de vigas misuladas, com variação de seção no balanço, comumente exigidas pela arquitetura em vigas e lajes.

Você deve estar autenticado para enviar um comentário.

Liberada a revisão 2015-04 do QiBuilder

Escrito em 27/04/2015

Liberada a revisão 2015-04 do QiBuilder.

Esta versão marca o lançamento do QiSPDA sobre o QiBuilder, um produto destinado ao projeto de sistemas de proteção contra descargas atmosféricas, e a conclusão do desenvolvimento do QiElétrico.

Para mais informações acesse o blog do QiBuilder.

×

Liberada a revisão 2014-10 do QiBuilder

Escrito em 14/10/2014

Esta versão marca o lançamento do QiElétrico sobre o QiBuilder, um produto destinado ao projeto de instalações elétricas prediais. Esse produto entra na modalidade “experimentação”, para que possa ser utilizado pelos clientes enquanto os últimos recursos são adicionados ao mesmo. Essa estratégia dá à empresa a oportunidade de receber um feedback sobre o produto antes do seu lançamento comercial definitivo.

Foram corrigidos diversos problemas reportados pelos usuários da versão 2014-07, priorizando a estabilidade do programa.

Para saber mais sobre sobre os recursos e melhorias acesse o menu “Conteúdo” dentro do QiBuilder.

Download

Para conhecer o QiElétrico acesse o HOTSITE.

×

Liberada nova atualização do Eberick

Escrito em 16/04/2014

Disponibilizada uma nova atualização do programa: EberickV9 (atualização 2015-02).

Mais informações sobre a instalação desta nova atualização podem ser encontradas na guia Download.

×

Liberada uma nova revisão para o Hydros V4 e Lumine V4

Escrito em 01/04/2014

Foram disponibilizadas as revisões do Hydros V4 do Lumine V4.

Lumine V4 Revisão 13

Para baixar a revisão 13 do Lumine V4 acesse:
Download_lumine_V4_R13
Para saber mais informações acesse “? – Atualizações recentes”

Hydros V4 Revisão 13

Para baixar a revisão 13 do Hydros V4 acesse:
Download_hydros_V4_R13
Para saber mais informações acesse “? – Atualizações recentes”

Hydros V4

 

×

Novo artigo sobre detalhamento de lajes

Escrito em 14/01/2014

Disponível um novo artigo para o Eberick, dando seqüência ao artigo publicado sobre a otimização do detalhamento das lajes (parte 1):

Artigo novo:

Otimização do detalhamento das lajes – Parte II

Artigo relacionado:

Otimização do detalhamento das lajes – Parte I

Acesse a base de conhecimento e confira outros artigos: www.altoqi.com.br/faq/.

×